01 Dez 2019

Generic placeholder image

Todo aquele que aceitou Cristo como Seu único e suficiente Salvador pessoal e experimentou o nascimento da nova criatura, espiritual, em si mesmo, matando o velho homem na sepultura do esquecimento, não deveria se preocupar com condenação, mas viver na certeza: “Portanto, agora já não há condenação para os que estão em Cristo Jesus” (Rm 8.1). A nova vida em Cristo Jesus, pela fé, deve ser vivida segundo os conselhos de Paulo: (1) “…esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim” (Fp 3.13); (2) “Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Fp 3.14), pois (3) “Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece” (Fp 4.13). Por que o crente em Cristo deve focar sua vida no medo da condenação? De maneira nenhuma! Devemos olhar para Jesus Cristo, nosso exemplo de vencedor, que morreu em nosso lugar, ressuscitou, sentou-Se à destra do Pai e ainda continua intercedendo por nós. A verdade é que não motivos para pensamentos negativos em relação a condenação, mas de fé, sabendo que: “Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor” (Rm 8.38,39). Em Cristo e por Cristo somos mais que vencedores. Em Cristo não há mais medo ou escravidão, mas esperança e a verdadeira liberdade. Deus seja louvado! Amém.