02 Jun 2020

Generic placeholder image

Um pedido de um filho para um pai deveria ser algo prioritário. Desde cedinho tenho ensinado as minhas filhas que basta me pedir algo uma única vez. Sempre que elas me pedem algo, eu fico em silêncio. Certa vez a minha filha mais velha disse a segunda quando insistiu em fazer o mesmo pedido duas vezes: “Painho já escutou, ele não é surdo!” Ela havia entendido o que havia sido ensinado, na prática. Ela havia compreendido a primeira parte da lição. Um pedido de um filho é prioridade máxima para o pai. Se o pedido for para crescimento e honra, o prazer do pai em atender é muito maior. Não há nada mais prioritário para Deus do que atender as necessidades de Seus filhos. Deus, o Pai, é infinitamente maior em amor e misericórdia que os melhores pais humanos. ELE está com Seus ouvidos atentos aos nossos pedidos. Que sejam para nosso benefício e para Sua honra e glória. Se como pais maus sabemos dar as boas coisas aos nossos filhos, imaginem o nosso Pai celestial?!  (Mt 7.11). Deveríamos saber que Deus ouve TUDO o que pedimos, e se o que pedimos é para o nosso bem, devemos ter a certeza, pela fé, que dEle teremos aquilo que foi pedido. Isso tudo é muito mais do que uma relação Pede e Recebe. O SENHOR quer estabelecer uma relação íntima de confiança entre Pai e Filho. O maior exemplo de relação perfeita, onde o Filho pede e o Pai dar, é exatamente a relação entre Jesus e Deus. Tudo o que Cristo pedia lhe era concedido, por isso o Senhor Jesus é o nosso grande exemplo em tudo (João 13.15). Deus seja louvado! Amém.