12 Mai 2019

Generic placeholder image

Hoje, o mundo cristão comemora o dia das mães. Muitas mensagens escritas ou faladas pelos filhos, e em todas as mídias, a palavra amor não poderá faltar, mas será a mais lembrada. Embora a Palavra de Deus não indique um dia exato para homenagem às mães, nos pede algo muito maior: "HONRA a teu pai e a tua MÃE, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá" (Ex 20.12). A honra devida às mães é para todos os dias, continuamente. Todavia, não há como reconhecer uma mãe sem o seu filho. É a existência de um filho que torna uma mulher mãe. É olhando para o Filho modelo, exemplo e padrão de justiça, que aprenderemos a dar honra às mães e pais. Falando em "amor" e "filhos", Deus, o Pai, manifestou Seu amor por todos os Seus filhos, enviando Seu único Filho gerado dEle (unigênito), para que tivéssemos vida abundante. O amor do Pai, que é comparado (guardando as devidas proporções) ao amor de uma mãe por seu filho (Is 49.15), pode ser compreendido na limitada mente humana, quando olhamos para uma mãe cuidadosa, protetora e capaz de dar sua vida para proteger os filhos. É refletindo no amor de mãe que vislumbramos o um pouco do amor de Deus por nós. ELE, por amor, foi capaz de dar a vida de Seu Filho. Por Sua vez, Jesus, o Filho obediente, se ofertou para honrar e glorificar o Nome Pai. Se é no Pai que encontramos a inspiração original do amor de mãe, é no Filho que compreendemos a honra e obediência às mães, aos pais. Neste dia propício, reflitamos como filhos de honra! Deus seja louvado! Amém.