04 Dez 2018

Generic placeholder image

O Eterno é o Deus de congregação e não de isolamento ou separação da comunhão de uns com os outros. Congregar e juntar são verbos sinônimos utilizados pelo profeta Isaías para indicar uma reunião sagrada para adoração ao Criador. Cristo, para falar da importância do congregar, ensinou que onde houvesse apenas dois ou três reunidos (congregados) em Seu nome, estaria no meio deles (Mt 18.20). Muitos cristãos nominais passaram a acreditar que congregação é um templo ou uma organização religiosa. Isso fez com que muitas igrejas cobrem para si o titulo de “igreja verdadeira” e povo exclusivamente escolhido por Deus. Passaram a defender a tese, implicitamente, que uma pessoa precisa sair de uma determinada instituição e se filiar a outra, para se tornar povo de Deus. Esse é um engano recorrente em todas as eras, conforme verificamos na Palavra de Deus. Deus não congregará um povo dentro de uma instituição, mas ao redor do evangelho eterno – da verdade. Serão congregados em Cristo e não nas instituições (Ef 1.10). Mesmo estando espalhados por todo o mundo, até mesmo em pequenos grupos, serão reunidos debaixo da mesma fé. O verdadeiro povo de Deus sempre existiu e a esse povo o Senhor sempre conduziu os que estavam espalhados pelo e no engano. Peçamos a Deus que nos conduza a essa congregação invisível, mas real e verdadeira em Cristo. Deus seja louvado! Amém.