06 Dez 2018

Generic placeholder image

“Há maior felicidade em dar do que em receber”. (At 20.35) O inspirado apóstolo Paulo, que proferiu essa frase, aprendeu com Cristo quando ensinou: “Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo”. (Lc 6.38) Muitas lições aprendemos quando nos disponibilizamos a DAR. Poucas lições são assimiladas quando RECEBEMOS. Aquele que foi capaz de DAR Seu único Filho para morrer em nosso lugar, DANDO-NOS a salvação, DEU tudo o que tinha. DEU o Seu melhor. Davi, também inspirado, ao compreender parte deste amor e misericórdia, se perguntou: “Que darei eu ao Senhor?” O grande rei Davi, ao refletir, buscou a coisa mais valiosa para oferecer ao Senhor em gratidão por todos os benefícios que o Senhor havia lhe feito, mas não encontrou nada tão valioso e significativo. Nem poderia, pois até mesmo a própria vida já Lhe pertencia. Talvez o coração, que ELE mesmo pede, mas até este estava impuro pelos pecados (Sl 51.10). O que dar? Davi então chegou a conclusão que daria aquilo que já era seu próprio dever moral: “Pagar os votos que havia feito ao Senhor”. (Sl 116.14 e 18) Nem Davi e nem cada de um de nós pode pagar as dádivas do Senhor em nossas vidas, pois Deus não dar esperando nada em troca. Aprendamos com o nosso Pai celeste e com Seu Filho Jesus Cristo. Deus seja louvado! Amém.