Pão Matinal (03 Dez 21)

Generic placeholder image

QUEM É O MELHOR?

“Pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus” (Rm 3.23). Todos os homens são pecadores, do primeiro ao último, ninguém pode ser considerado sem pecado, com a única exceção, que é Cristo, apenas (Hb 4.15).

Somente Jesus Cristo, o Filho do homem, o único justo, poderia salvar os pecadores da sua certa condenação e morte. Ele veio salvar os pecadores, pois não um só justo na face da Terra (Rm 3.10).

Logo, todos, sem exceção, são carentes da graça salvadora de Deus por meio de Cristo Jesus. Não existe um homem que careça mais de um salvador e outro menos. Não existe ninguém carecendo de meia salvação. Todos carecemos de um Salvador com a mesma necessidade.

Todos, até mesmo os santos patriarcas e profetas, homens santos e heróis da fé, também são considerados pecadores e carentes da graça salvadora de Deus.

Paulo, um santo homem de Deus, servo fiel de Cristo e o apóstolo dos gentios, não era diferente. Ele mesmo se julga um pecador e carente da salvação nos dada por meio de Cristo Jesus.

Paulo testemunhou que se considerava “o pior dos pecadores”, não porque vivesse em pecados; fosse um homem promíscuo e mundano, mas por sua condição natural, herdada dos nossos pais, desde Adão.

O que leva um homem a fazer tal declaração, não de fato e de verdade o pior de nós? Com certeza era a compreensão do amor de Deus em Cristo Jesus. Quando mais conhecemos a Deus, na pessoa de Cristo Jesus, mais nos sentimos indignos, mesmo vivendo em perfeita santidade, principalmente se viver em santidade.

A luz da verdade que recebeu era tanta que quanto mais conhecia, mais se achava indigno. Quanto mais se aprofundava na luz do conhecimento de Deus, por Cristo, mais entendia que seu conhecimento era insignificante diante da sabedoria de Deus escondida em Cristo (Cl 2.2-3).

O testemunho de Paulo ao jovem Timóteo, acima de tudo, visava ensinar a humildade aquele que queria assumir as santas responsabilidades do presbitério na igreja de Cristo.

Embora tenha escrito para Timóteo, esse inspirado conselho de Paulo serve para cada um de nós. Precisamos buscar a mesma refletida por Cristo e aprendermos com Ele a humildade assimilada por Paulo.

Aprenderemos que não é vergonhoso confessar que o principal alvo da graça salvadora de Deus, em Cristo.

Deus e Cristo Jesus sejam louvados! Amém.