Pão Matinal (14 Jun 21)

Generic placeholder image

A LUZ NO FIM DO TÚNEL

Há muitas bênçãos dos altos céus, vindas da parte de Deus por Cristo, dadas aos homens, tanto a justos como a ímpios.

O sol nasce para ambos, significando que as oportunidades brilham para todos. A chuva também cai sobre todos nós, nos fornecendo água e alimentos.

Outras bênçãos como: Saúde, trabalho, amigos e família, são desfrutadas pelos dois grupos. Uma prova visível à todos de que Deus não faz acepção de pessoas.  Todos os homens foram alvos do amor de Deus, que deu Seu Filho único para salvá-los.

Você pode enumerar muitas outras semelhanças, mas queremos frisar aqui a maior delas. Todos, sem exceção, também passam e passarão por adversidades (sofrimentos e agruras). Rico ou pobre; Culto ou iletrado; Livre ou prisioneiro, todos sofrem.

Todavia, há uma diferença entre o justo e o ímpio que se destaca. Isso tem a ver com as escolhas que o homem faz durante a sua vida.

Aqueles que escolhem ir para longe de Deus, pois sente que pode resolver todos os seus problemas sozinho, certamente sofrerá muito quando as aflições baterem à porta de sua vida, se não os destruírem ao final.

Entretanto, aqueles que escolhem confiar no Senhor, seguindo todas as orientações em Sua Palavra e buscar poder espiritual para guardar todos os Seus mandamentos, certamente terão muitas aflições, mas jamais serão destruídas por elas, pois o Senhor das suas vidas os livrará de todas.

Quem é o Senhor da tua vida? A quem tu serve e obedece? Ele tem cuidado de ti?

Não há como se livrar dos sofrimentos sozinhos. Precisamos uns dos outros, mas sobretudo de Deus, que por meio de Cristo nos consola, ajuda e salva.

Cristo, o nosso exemplo, sendo Ele o próprio Filho de Deus, passou por incontáveis sofrimentos, mas nenhuma dessas aflições o destruiu, mas serviu para seu aprendizado e crescimento (Is 53.10 e Hb 5.8).

O sofrimento é inevitável para todos os seres humanos. Mais cedo ou mais tarde, ele atinge a todos, quer sejam justos ou ímpios. A diferença mesmo está em depositar a nossa vida e toda confiança no Senhor. Só Ele tem o livramento e a receita da vitória.

Os que confiam em Cristo Jesus, ao final, os justos serão mais que vencedores (Rm 8.37). Já imaginou entrar numa prova sabendo que ao final será vitorioso? Que promessa preciosa, não é mesmo?

Deus e Cristo Jesus sejam louvados! Amém.