Pão Matinal (14 Set 21)

Generic placeholder image

COMO ANJOS MENSAGEIROS

A vinda de João Batista para cumprir sua missão foi previamente anunciada nas páginas proféticas.

Assim como Deus, o Pai, enviou o Seu Anjo adiante do povo de Israel (Ex 23.20-23), para que o pudesse conduzir, de dia e de noite, pelas veredas do deserto à terra prometida, semelhantemente, mas guardada as devidas proporções, foi enviado João Batista, na frente, para preparar o caminho para a chegado de Jesus, o Cristo.

Disse Cristo de João, o Batista: “Mas que saístes a ver? um profeta? Sim, vos digo, e muito mais do que profeta. Este é aquele de quem está escrito: Eis que envio o meu anjo diante da tua face, o qual preparará diante de ti o teu caminho.” (Lc 7.26-27).

Cristo compara João a um anjo mensageiro, enviado na frente para preparar um povo para a chegada do Salvador. Ele foi enviado na frente, como um precursor, anunciando que havia chegado o tempo da restauração prometida por Deus.

Como a história se repete: “O que foi, isso é o que há de ser; e o que se fez, isso se fará; de modo que nada há de novo debaixo do sol” (Ec 1.9) e “O que é, já foi; e o que há de ser, também já foi; e Deus pede conta do que passou” (Ec 3.15), mudando apenas os personagens, no tempo do fim, o Senhor fará o mesmo.

Enviará 3 anjos, mensageiros, voando, rápido como João Batista, para pregar o evangelho eterno em todo o mundo, preparando um povo para a chegada daquele que há de restaurar todas as coisas, conclusivamente. (Ap 14.6-11).

Assim como 3 personagens são destacados, quando enviados para preparar um povo: Moisés, Elias e João Batista. O Apocalipse nos relata 3 mensagens preparatórias para o maior de todos os eventos da Terra.

1. Como Moisés, por meio de quem nos foi dada a Santa Lei de Deus, assim também a mensagem do primeiro anjo ressalta a Lei áurea pisada pelos homens. “Temei a Deus”, grita o primeiro mensageiro, lembrando dos primeiros mandamentos;

2. Como Elias, por meio de quem foi denunciada a queda do líder de Israel – Acabe, unido a sua mulher (igreja paganizada), Jezabel, o segundo mensageiro também anunciará: “Caiu, caiu, Babilônia!”, com a mesma coragem do maior profeta de todos. Esse mensageiro apocalíptico é verdadeiro, pois anunciará e cairá, e não continuará de pé, como está o sistema Babilônico tão poderoso como nunca;

3. Como João Batista, por meio de quem foi anunciado o último alerta de arrependimento e abandono de todo o pecado, o terceiro mensageiro colocará todos os habitantes da Terra no vale da decisão. Ou adora a Besta ou o Deus único; Ou aceita o selo de Deus ou a marca da Besta; Ou escolhe a vida eterna ou o lago de fogo e enxofre…

Todos nós, que vivemos no tempo do fim, somos chamados, como João Batista, à aplainar o caminho para um povo que deseja se encontrar com o Seu Deus e com o Seu Filho. Somos convidados para sermos os últimos mensageiros.

O mesmo espírito que ungiu Moisés, Elias e João Batista, nos será derramado novamente. Você está preparado? Aceita?

Deus e Cristo Jesus sejam louvados! Amém.