Pão Matinal (15 Jun 22)

Generic placeholder image

UMA VINHA DELICIOSA

A videira é uma planta delicada. O seu cultivo requer cuidados especiais. Uma vinha precisa ser limpa, podada e regada na quantidade certa de água, além da constante proteção contra pragas e insetos.

O SENHOR revelou ao profeta Isaías que o Seu povo era para ELE como uma vinha deliciosa (Isa 27.2).

É impressionante a forma como o SENHOR expressa o Seu amor por Seu povo. ELE usa uma linda alegoria para fazer Seu povo compreender isso.

O Seu povo é delicado e frágil como uma vinha. Assim como uma vinha que recebe muita água não será saudável e nem seus frutos serão doces ou com pouca água, seca e morre, semelhantemente somos nós, que precisamos de tudo na medida certa: Prosperidade, aprendizados e provações, devem ser sob medida ou não suportaremos. Por isso, somente o Senhor sabe o ponto certo para que produzamos bons frutos.

Todos em Israel sabia que a qualidade de uma vinha dependia do conhecimento e da entrega com muito amor do viticultor, para que a vinha fosse boa.

O SENHOR como um amoroso viticultor nos diz:

  1. “Eu a guardo!” Do SENHOR vem a proteção, pois se ELE não for o guarda, em vão vigiará o sentinela (Sl 127.1);
  2. “Eu regarei a todo momento!” Isso significar muito trabalho, esforço e empenho. Não havia sistemas de irrigação como temos hoje, nos dias de Isaías. Levar água a cada plantinha era um pesadíssimo trabalho. Estamos vendo aqui um sacrifício incomum, impensado por todos os viticultores daquela época. É disso que o SENHOR está falando (João 15.13);
  3. “Eu não deixarei que sofra nenhum dano!” O SENHOR não permite que nenhum mal aconteça ao Seu povo fiel (Is 11.9 e 65.25);
  4. “Vigiarei noite e dia” Para todos os obedientes que meditam na Sua Lei dia e noite (Sl 1.2), também terão um Deus que não dormita (cochila), mas cuida do Seu povo a todo instante (Sl 121.3,4).

ELE cuida de nós para que sejamos frutos doces, bonitos e saudáveis, e não amargas (Is 5.4). Para todo homem espiritual que compreender o tamanho do amor de Deus, se esforçará para ser como um delicioso fruto à mesa do SENHOR.

Aqueles que agradarem a Deus, como os frutos deliciosos da vinha agradam os homens, por intermédio de Cristo, terão a honra de desfrutar de uma perfeita vinha na Nova Terra: “…e plantarão vinhas, e comerão o seu fruto” (Is 65.21).

Assim como Cristo, o Filho de Deus, era as Suas delícias, no princípio (Pv 8.30), nós, à exemplo de Cristo, seremos às suas delícias no final (Is 5.7).

Deus e Cristo Jesus sejam louvados! Amém