Pão Matinal (17 Jun 22)

Generic placeholder image

QUEM, O QUÊ E POR QUÊ?

O pecado tornou o homem natural (carnal) orgulhoso. Todos nós trazemos conosco, hereditariamente, esse mal em nosso DNA. Essa herança maldita faz-nos pensar que podemos ser melhores ou superiores aos demais.

Esses sentimentos de prepotência, vanglória e orgulho não são características apenas dos “mundanos”, é possível encontrar em abundâncias dentro das igrejas que professam a fé cristã.

O orgulho é um sentimento pecaminoso, intrinsecamente ligado ao egocentrismo. É um engano tão perigoso que estimula o coração do homem à se sentir superior aos seus semelhantes.

O apóstolo Paulo, escrevendo à turbulenta igreja de Corinto, faz três perguntas:

  1. QUEM torna você uma pessoa diferente, para melhor?
  2. O QUE você possui, que não tenha recebido de alguém?
  3. POR QUE se orgulha como se tivesse algum poder em si mesmo?

Que reflexão extraordinária, simples e objetiva, que Paulo faz aos coríntios.

Tudo o que temos e somos, foi o nosso Deus quem nos deu e nos transformou, por meio de Cristo. Se nos tornou pessoas melhores, mais sábias nas Escrituras Sagradas e na vida, não é para nossa glória, mas para Sua.

Se há alguma coisa boa em nós que mereça alguma menção de louvor, é a Deus que devemos honrar por isso. É Deus QUEM pode tornar o homem diferente para melhor, sábio, honrado e um instrumento de bênçãos para os demais.

Três respostas claras devemos pontuar, às três perguntas óbvias feitas pelo apóstolo Paulo:

  1. Só Deus, por meio de Cristo, pode nos transformar em pessoas melhores (Fp 2.13);
  2. Nós não tínhamos nada, inclusive nascemos sem roupas, sem enxergar, sem ouvir… Se temos algo é porque recebemos do Autor e Consumador da nossa vida e fé. E, continuamos sem poder fazer ou conquistar as coisas por nós mesmos (João 15.5);
  3. Se nós já recebemos de ALGUÉM, não podemos nos gloriar, querendo se comparar Aquele que deu. Logo, somos inferiores a essas pessoas que nos deram educação, amor, comida, abrigo, […]. Maior ainda é Deus, que a essas pessoas que nos antecederam e continua dando a cada um de nós.

Aprendamos essa lição de humildade com Cristo. Ele é o nosso grande exemplo de humildade. Ele não se envergonha de dizer que tudo o que tem e é recebeu do Pai (Ap 2.27; João 10.18; 10.29; 16.15; 2Pd 1.17).

Deus e Cristo Jesus sejam louvados! Amém.