Pão Matinal (23 Jul 21)

Generic placeholder image

SERÁ CHAMADO

O Filho de Deus, enviado a nós como o Filho do Homem, FOI CHAMADO por muitos NOMES:

1. Em Isaías 7:14 – “…e será o SEU NOME Emanuel.”

2. Em Isaías 9:6 – “…e o SEU NOME será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz.”

3. Em Jeremias 23:6 – “…será chamado: O SENHOR JUSTIÇA NOSSA.”

Por que o Filho do homem não foi chamado por nenhum desses nomes, mas de Jesus (Yeshua)?

Por que muitos sinceros cristãos não conseguem entender o que está escrito da forma como está escrito? Muitos leem a mensagem correta e entende diferente da mensagem escrita. Muitos leem os versos acima e entendem, equivocadamente, assim: “…e ele é o “Deus conosco” e o “Deus forte e Pai da eternidade” ???

Imaginem só, se nos apegarmos a risca da letra (letra morta) ou a versos isolados, ou pior ainda, à palavras isoladas??? Como ficaria então:

O próprio Deus dizendo que Abrão seria chamado de Abraão (Gn 17.5), que significa Pai do alto, Pai elevado, Pai excelso… Quem é o Pai do alto? Posso dizer que Abraão é Deus, o Pai? Não, ele só seria chamado assim. Apenas o seu nome tinha esse significado devido a sua missão.

Ou, afirmar que todo aquele que vive hoje em Jerusalém SERÁ CHAMADO santo? (Is 4.3). Todas as pessoas vivas em Jerusalém eram ou são santas?

Na cultura hebraica, em muitos casos, os nomes eram dados aos filhos de acordo com a missão recebida da parte do Senhor ou pelas boas expectativas dos pais para os seus filhos. Daniel significa “Deus é meu juiz”, mas Daniel nem foi Deus e nem juiz.

É um grande equívoco interpretar a Palavra de Deus de forma superficial, ao pé da letra e com “olhos gramaticais”. As Santas Escrituras são mais que letras mortas, são mensagens espirituais.

No livro de Lucas (1.32), é dito que Jesus seria chamado de Filho do Altíssimo e ao mesmo tempo é dito que ele é filho de Davi. O nome dele viria de Deus, mas a filiação seria de Davi.

O Filho herdou o nome de seu Deus e Pai: “Anda apercebido diante dele, e ouve a sua voz; não sejas rebelde contra ele, porque não perdoará a tua rebeldia; pois NELE está o MEU NOME” (Ex 23.21).

O verdadeiro nome que será dado ao Filho ainda não foi pronunciado, mas os santos salvos hão de descobrir, quando o Pai anunciar:

“A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, donde jamais sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, da parte do meu Deus, e também o MEU NOVO NOME” (Ap 3.12).

Deus seja louvado! Amém.